7 de fev de 2013

À beira do abismo

Oi gente, a dica de hoje é um filme que assisti no fim do mês passado.
Nick Cassidy (Sam Worthington) é um ex-policial procurado pela justiça que decide se matar pulando do alto de um prédio de Nova York. A polícia da cidade se mobiliza e convoca a psicóloga Lydia Mercer (Elizabeth Banks) para impedir que o sujeito se suicide. A medida que conversa com Nick vai avançando, percebe-se que a situação não passa de um jogo de cena para acobertar um plano de vingança contra David Englander (Ed Harris), o homem que acabou com a vida do ex-policial.
Esse é um filme pra quem gosta de reviravoltas e descobertas, resumindo, ação.
O ex-policial foi preso por um roubo de um diamante, cumpriu quase toda sua pena, e agora quer vingança, pois diz que não foi o autor do crime. Ele finge a tentativa de suicídio pra voltar as atenções da cidade pra ele enquanto seu plano se inicia.
Ninguém sabe, mas a pena que deram como punição pra ele serviu como um tempo de reflexão e planejamento do seu plano quase sem falhas. É o tipo do filme que não tem como sair um minuto da frente da TV, porque quando você voltar já está tudo diferente!
Como sempre no final do filme as coisas dão certo, mas você só vai saber se seu plano é para uma vingança ou para jogar as provas da sua inocência na mesa do meio pro final do filme. E pra não ficar aquela coisa muito Kung-fu japonês que só tem ação, tem um toque de comédia. Um filme que eu assistiria de novo sem dúvidas, afinal, assisti duas vezes seguidas quando aluguei!


Beijinhos e até o próximo post
Sinopse disponível em adorocinema.com
<3

26 de jan de 2013

Respirando outros novos ares


Ela olhava pela janela, e pela primeira vez em anos realmente via. E não eram quaisquer coisas, e sim mudanças. Não que o mundo fosse mudar. Nem sua vida, afinal objetos ou suas matérias primas são inanimados e o máximo de ação que poderiam fazer seria sua própria reação.
A reação pelos atos dela mesma, a lei de ação e reação, pela primeira vez, aconteceria em sua vida. Não pelo fato de no passado o troco não vir na moeda certa, mas pelo fato de não ter pago para ver.
Pela primeira vez ela não levantou-se para bater de frente, e sim para seguir em frente. Percebeu que a vida é bem mais do que o costume, o cômodo. Quando percebeu que fazer é mais simples do que esperar que façam, que o hoje é bem menos complicado do que o amanhã, sentiu-se mais segura.
Em sua companhia apenas seguia quem realmente merecia. Pode parecer poético, mas era para ser o comum. Foi ai que se deu conta que nada havia mudado fora de si. A vista de sua pequena janela continuava a mesma, um pequeno gramado do vizinho da frente, provavelmente o único naquela cidade frenética que ainda acreditava que o tempo não passava tão rápido assim. Uma sorveteria, um correio e um cartório, o local mais feliz de sua rua em dias de casamento. E o resto? Era apenas realmente o resto, prédios e construções começadas, que provavelmente seriam mais alguns prédios. Tudo, absolutamente tudo ali fora era igual ontem, mas olhando para dentro de si, percebeu que havia algo diferente em tudo que via e sentia.
Ela queria mudanças, mas não como todas as outras vezes que quis mudar as coisas, dessa vez queria mudar seus atos, para assim mudar o seu mundo. Um mundo pequeno, de poucos habitantes, mas que, à partir dali, se tornaria tão grande, que nunca pensaria em habitá-lo. Sentia mudanças se aproximando com a brisa vinda daquela janela.

Beijinhos e até o próximo post!! ♥
Imagem: We Heart It

25 de jan de 2013

PureVolume

Oii gentem! Há uns dois anos um amigo me pediu pra escutar as músicas dele em um site chamado PureVolume... Não sei ao certo como é o MySpace, pois nunca entrei no site e fucei de verdade, mas sei que é sobre música também, e alguma coisa me diz que é parecido! hahaha
Mas, o PureVolume é o seguinte, você pode ouvir as músicas sem criar uma conta, mas se quiser criar, ela pode ser de dois jeitos, de ouvinte ou de artista. Eu por exemplo tenho uma conta de ouvinte, e posso me tornar fã dos artistas, fazer minhas playlists, postar fotos, receber ou postar mensagens, ver festivais de música que estão acontecendo, e etc...
Uma coisa legal é que os artistas mandam mensagens na sua inbox, indicando as próprias músicas... Eu não encontrei tantas bandas que gostei ainda, mas algumas são bem legais, até o Yellowcard tem uma conta lá!
Pra quem curte Indie Rock, Indie Pop, Folk, Rock, e essa linha de músicas é um site bem interessante, pois são bandas do mundo todo, e você não fica limitado naquela coisa de playlist de rádio todo dia!
Aqui um exemplo de uma banda que me mandou uma mensagem na inbox!
Aqui uma banda que encontrei no site e curti!



Meu perfil aqui ♥

Depois diga se gostou!
Beijinhos e até o próximo post <33333

24 de jan de 2013

He Is We e Outras dicas

Oi gentem! Faz tempo que não apareço por aqui, porque estava viajando muito, nada de mais... Aquela velha história de praia e casas de parentes!
Mas hoje, finalmente, lar doce lar! Bom, vamos lá... Tenho algumas indicações à fazer!

1. He Is We
É uma dupla de Indie Pop dos EUA formada por Rachel Taylor e Travor Kelly.
A primeira vez que vi essa banda foi na revista Capricho, me interessei e resolvi ouvir sem nem ter ouvido falar, e simplesmente ME APAIXONEI! Ta no topo da playlist...








Outras ♪♫

2. Boy
Dupla alemã composta por Valeska Steiner e Sonja Glass, as duas tocam todos os instrumentos, menos bateria. Essa banda foi uma indicação da minha prima, dona do blog Pensamentos VS Palavras, falando nisso ela fez um post esses dias sobre elas!
Pena que não consegui encontrar muitas musicas delas, mas as que ouvi, apaixonei!!







Outras ♪♫

3. Youngblood Hawke
Uma banda de Indie Pop da Califórnia, EUA. Os integrantes são Simon Katz e Sam Martin, que já tinham uma outra banda juntos, mais Nik Hughes, Alice Katz e Tasso Smith.








Outras ♪♫

Espero que tenham gostado! Foi um post bem Indie <3
Beijinhos e até o próximo post
Imagens: zerohorabeyond the laughing skylast fmmusics-10coisa pop etc e purevolume

15 de jan de 2013

A última música

Olá gentie!! Como prometido, esse post é sobre o livro "A última música". Eu li ele em uma semana, quase comi o livro! É muito diferente do filme, pois ele foca mais no amor de Ronnie com Will, já o livro consegue focar no romance, mas também foca bastaaante na relação dela com o pai e no pai em si.
Como todas as histórias que estão presentes em filmes e livros, não têm comparação, o livro sempre é melhor... E acho que todos concordam comigo, pois cenas não passam todos os detalhes que capítulos passam.
Tirando o fato da riquesa de detalhes, o livro tem muitas coisas que o filme não apresenta, e que são muito mais interessantes. No caso de Blaze, a garota estranha que anda com Marcus, o cara mau da história, ela tem um destino completamente diferente do que no filme... Na realidade quase todos os personagens passam por algumas situações que não passam no filme.
Aconcelho a todos que já viram o filme e gostaram, lerem o livro! Chorei muito no final...O livro fala bastante sobre Deus também, e como os personagens o encontram.
A maneira que ela encontra Deus é percebendo que, o que o pai dela queria que ela fizesse antes dele morrer, e que ela faz, é terminar a música que ele começou, voltando ao passado, quando eles compunham juntos.
E até o caso da igreja tem um fim diferente do filme! (E claro, muito melhor, hihihi)
Tem muita gente que acha que já que assistiu o filme não precisa ler o livro, já que ambos apresentam a mesma história, e eu era uma dessas pessoas, mas agora já aprendi que é totalmente o contrário.
Faz muito tempo que não assisto o filme, mas no livro a irmã dele, que se casa, ajuda para que eles se reconciliem. E também, o livro mostra bem como foi o fim da vida do pai dela, o que o filme não mostra. E Will vai morar e estudar em Nova York para poder ficar com ela.

Bom, acho que é isso, porque a história em si, quase todas conhecem...
Beijinhos e até o próximo post <3333